• Entrega Imediata

Livro Impresso

METODOLOGIA CIENTÍFICA EM CIÊNCIAS SOCIAIS

  • ISBN:

    9788522412419

  • Edição: 3|1995
  • Editora: Atlas

Pedro Demo

De: R$ 148,00 Por: R$ 118,40
In stock
SKU
4295005
ou em até 5x de R$ 23,68
< >
O autor situa a pesquisa como a razão mesma de ser da atividade acadêmica. Sem desmerecer a docência e também a atividade de extensão, acentua que estas duas dependem intrinsecamente da pesquisa. Sob este aspecto, é incisivo: "Só tem algo a ensinar aqu...

Conteúdo relacionado

  • Formato: Impresso
  • Páginas: 296
  • Publicação: 28/03/1995
  • Capa: Brochura
  • Peso: 0,39 kg
  • Dimensões: 15,5 x 21,5

O autor situa a pesquisa como a razão mesma de ser da atividade acadêmica. Sem desmerecer a docência e também a atividade de extensão, acentua que estas duas dependem intrinsecamente da pesquisa. Sob este aspecto, é incisivo: "Só tem algo a ensinar aquele que, por meio da pesquisa, construiu uma personalidade própria científica, aquele que tem uma contribuição original; caso contrário, não vai além de narrar aos estudantes o que leu por aí. E se atribuímos à universidade um compromisso com a comunidade em que está inserida, para que não fique apenas na teoria, mas consiga descer à prática, isto se consegue da melhor maneira possível se a intervenção na realidade estiver baseada em pesquisa prévia, porque não se pode influenciar o que não se conhece."

Estruturada sobre esta colocação inicial, a primeira parte deste texto cuida do débito social da ciência. Nesta parte, o autor trata de questões mais gerais, onde sobressai a perspectiva da sociologia do conhecimento na demarcação científica, na vigência do argumento de autoridade, na busca da relativização da ciência, na idéia da antimetodologia como contrabalanço à preocupação exagerada e moralista do metodólogo e na discussão em torno da neutralidade.

Na segunda parte do texto, o autor destaca algumas abordagens importantes da pesquisa atual nas Ciências Sociais, como o empirismo, o positivismo, a dialética, o funcionalismo, o sistemismo e o estruturalismo.

Parte I - Débito Social da Ciência

1 DEMARCAÇÃO CIENTÍFICA

2 O ARGUMENTO DE AUTORIDADE

3 PESQUISA METODOLÓGICA: POTENCIALIDADES E LIMITES

4 NEUTRALIDADE CIENTIFICA

Parte II - Abordagens Relevantes

5 DIALÉTICA - PROCESSUALIDADE DE ESTRUTURAS HISTÓRICAS

6 BASE EMPÍRICA DA PESQUISA SOCIAL - QUESTÕES DO EMPIRISMO E DO POSITIVISMO

7 ESTRUTURALISMO - FORMALIZAÇÃO METODOLÓGICA EXTREMA

8 ABORDAGEM SISTÊMICA E FUNCIONALISTA - VISÃO DINÂMICA DENTRO DO SISTEMA

9 METODOLOGIAS ALTERNATIVAS - ALGUMAS PISTAS INTRODUTÓRIAS

10 CONCLUSÃO - CIÊNCIA E FELICIDADE

Pedro Demo é professor aposentado e emérito da Universidade de Brasília, Departamento de Sociologia. Tem doutorado na Alemanha (1971) e pós-doutorado na UCLA/Los Angeles (1999-2000). Tem colaborado com Estados e municípios em programas de formação permanente de professores, dentro da máxima de que o estudante aprende bem com professor que aprende bem. Mantém um blog com inúmeros textos em torno da educação, aprendizagem (virtual) e conhecimento. Autor de mais de 90 livros, grande parte sobre sociologia da educação

(www.pedrodemo.blogspot.com.br).