• Frete Grátis

Livro Impresso

CONTABILIDADE AMBIENTAL: Mensuração, Evidenciação e Transparência

  • ISBN:

    9788522470730

  • Edição: 1|2012
  • Editora: Atlas

Carlos Alexandre Gehm da Costa

Indisponível Temporariamente

Sem Estoque
SKU
4212087
ou em até 3x de R$ 26,00
Este livro aborda temas relacionados com a contabilidade ambiental, meio ambiente e seu gerenciamento, tais como: desenvolvimento sustentável, sistema de gestão ambiental, GRI,SA 8000,responsabilidade socioambiental. O tema abordado incentiva as empr

Conteúdo relacionado

  • Formato: Impresso
  • Páginas: 280
  • Publicação: 08/05/2012
  • Capa: Brochura
  • Peso: 0,46 kg
  • Dimensões: 17 X 24
Este livro aborda temas relacionados com a contabilidade ambiental, meio ambiente e seu gerenciamento, tais como: desenvolvimento sustentável, sistema de gestão ambiental, GRI,SA 8000,responsabilidade socioambiental. O tema abordado incentiva as empresas e os profissionais da área contábil a assumirem uma postura ética em seu relacionamento com o meio ambiente, visando à continuidade, à qualidade de vida das gerações futuras e à minimização dos impactos ambientais sobre seu patrimônio e sua imagem. A obra apresenta uma proposta de implantação de uma gestão contábil ambiental e exemplo de caso. E por meio da contabilidade ambiental divulgando os gastos ambientais das organizações torna-se possível a aplicação e a análise dos indicativos, proporcionando aos seus diversos usuários a obtenção de informações que os auxiliem a inferir sobre projeções futuras a respeito da empresa e o meio ambiente. Os 9 capítulos que a obra contém estão assim discriminados: aspectos conceituais e referenciais; contabilidade da gestão ambiental; sistema de gestão ambiental; GRI -Global Reporting Iniciative; SA 8000, Balanço social; Balanço ambiental; DVA; Relatório socioambiental: uma proposta de estrutura para relatórios.

Livro-texto para as disciplinas Contabilidade Ambiental, Gestão Ambiental, Balanço e Responsabilidade Social para cursos de graduação em Ciências Contábeis, Administração de Empresas, Economia e Engenharia Ambiental. Leitura complementar para cursos de pós-graduação desses mesmos cursos. Obra de relevante interesse também para micro, pequenos e médios empresários interessados em obter um conhecimento mais abrangente do envolvimento das empresas com a questão ambiental.
Prefácio, ix

1 Aspectos conceituais e referenciais, 1
1.1 A necessidade de um conceito integrador e organizador, 1
1.2 As relações das empresas com o meio ambiente em uma visão sistêmica, 2
1.3 O desenvolvimento sustentável e a contabilidade ambiental, 4
1.4 Problemas advindos da noção de desenvolvimento sustentável, 12
1.5 O que é educação para o desenvolvimento sustentável?, 13
1.6 A importância da contabilidade ambiental, 14
1.7 Externalidades positivas e negativas, 15
1.8 Significado e categorias de externalidades, 18
1.9 Métodos de valoração do meio ambiente, 19
1.10 Cinco dimensões de sustentabilidade do ecodesenvolvimento, 22

2 Contabilidade da gestão ambiental, 27
2.1 A contabilidade, 27
2.2 Contabilidade ambiental, 29
2.3 Conceitos de contabilidade ambiental, 33
2.4 Classificação da contabilidade ambiental, 44
2.4.1 Contabilidade nacional, 44
2.4.2 Contabilidade financeira, 45
2.4.3 Contabilidade gerencial, 45
2.5 Funções da contabilidade ambiental, 47
2.6 Ativo Ambiental, 54
2.7 Passivo ambiental, 67
2.8 Despesas ambientais, 83
2.9 Receitas ambientais, 89
2.10 Custos ambientais, 91

3 Sistema de gestão ambiental, 103
3.1 Gestão ambiental e a contabilidade, 104
3.2 Sistema de gestão ambiental, 106
3.3 Princípios de gestão ambiental, 112
3.4 Sistema de informação para gestão ambiental, 116
3.5 Beneficíos do sistema de gestão ambiental, 119

4 GRI – Global Reporting Initiative, 121
4.1 O que é a GRI?, 121
4.2 Por que a necessidade da GRI?, 123
4.3 O que oferecem as Diretrizes GRI?, 125
4.4 Para que servem as Diretrizes GRI?, 126
4.5 Quem deve utilizar as diretrizes GRI?, 127
4.6 Características qualitativas dos relatórios GRI, 137
4.7 Classificação dos elementos de desempenho dos relatórios GRI, 140

5 SA 8000, 167
5.1 Histórico, 167
5.2 Requisitos, 168
5.3 Investimentos e benefícios, 169
5.4 Objetivos e escopo, 169
5.5 Elementos normativos e suas interpretações, 169
5.6 Definições, 170
5.7 Requisitos para responsabilidade social, 171

6 Balanço social e ambiental, 175
6.1 Objetivo e vantagens do Balanço Social, 178
6.2 Regulamentação, 179
6.3 Selo IBASE, 180
6.4 A razão de ser do Balanço Social, 181
6.5 A elaboração do Balanço Social, 182
6.6 Plano de contas, 182
6.7 Informações obrigatórias a serem divulgadas, 183
6.8 O que se entende por Balanço Ambiental?, 183
6.9 Balanço Ambiental, 184

7 DVA – Demonstração do Valor Adicionado, 189
7.1 Geração e distribuição de riqueza, 191
7.


Carlos Alexandre Gehm da Costa

Formado pela Universidade de Passo Fundo na Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis (FEAC)

Especialista do curso de Pós

Graduação lato sensu em Ciências Contábeis, com área de concentração em Contabilidade Gerencial, Auditoria e Perícia pela Universidade do Contestado

UNC

Santa Catarina

É contador

CRC/RS

É professor da FEAC nas disciplinas Tópicos Especiais, Legislação Profissional, Responsabilidade Social Empresarial, Educação Ambiental e Integração Ambiental

Mestre do Programa de Pós

Graduação em Ciências Contábeis, da Universidade Regional de Blumenau stricto sensu, Área de Concentração em Controladoria

Trabalho de conclusão denominado Contabilidade ambiental do lixo urbano: um estudo no município de Passo Fundo/RS