• Entrega Imediata
  • Frete Grátis

Livro Impresso

Ser Finito e Ser Eterno

  • ISBN:

    9788530980504

  • Edição: 1|2019
  • Editora: Forense Universitária

Edith Stein

De: R$ 149,00 Por: R$ 111,75
In stock
SKU
1214364
ou em até 2x de R$ 55,88
< >
No livro Ser Finito e Ser Eterno, Edith Stein ‒ mártir, santa, filósofa e pensadora católica ‒ desenvolve o tema sobre a aproximação entre a filosofia cristã medieval e a filosofia cristã da Modernidade. A linguagem, os métodos díspares e a aproximação...
  • Formato: Impresso
  • Nº de Páginas: 649
  • Publicação: 15/10/2018
  • Capa: Brochura
  • Peso: 0,93 Kg
  • Dimensões: 16 X 23

No livro Ser Finito e Ser Eterno, Edith Stein ‒ mártir, santa, filósofa e pensadora católica ‒ desenvolve o tema sobre a aproximação entre a filosofia cristã medieval e a filosofia cristã da Modernidade. A linguagem, os métodos díspares e a aproximação entre a razão natural e a fé são os grandes desafios que ela buscou superar, por meio de sua visão ao mesmo tempo existencialista e transcendental. A presente obra é texto-chave para a compreensão da fenomenologia, paralelamente estudada com a filosofia existencial de Martin Heidegger, contemplada no Apêndice II.

O livro foi originado de seu manuscrito Ato e Potência, produzido na década de 1920, no período da sua maior imersão no Convento e responsável por suas maiores reflexões pessoais. Edith Stein foi canonizada pelo papa João Paulo II em 11 de outubro de 1998, na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Introdução
I Introdução: A Questão do Ser
II Ato e Potência Enquanto Modos de Ser
III Ser Essencial e Ser Real
IV Essência – Essentia, oὐσία – Substância, Forma e Matéria
V O Ente como Tal (Os Transcendentais)
VI O Sentido do Ser
VII Imagem da Trindade na Criação
VIII Sentido e Fundamento do Ser Individual
Apêndice

 

Edith Stein (1891-1942), polonesa de origem judaica, converteu-se ao Catolicismo na década de 1920. Em 1933, já como Teresa Benedita da Cruz, recolheu-se em um Carmelo (convento carmelita) na cidade de Colônia, na Alemanha, transferindo-se em 1938 para o Carmelo de Echt, na Holanda. Foi canonizada pelo papa João Paulo II em 11 de outubro de 1998, na Basílica de São Pedro, no Vaticano, como uma escritora católica, nascida no judaísmo, monja, mártir e beata, Teresa Benedita da Cruz, da Ordem dos Carmelitas Descalços. Posteriormente, foi proclamada pela própria Igreja como copadroeira da Europa no dia 1º de outubro de 1999.