• Entrega Imediata

Livro Impresso

APRENDER COMO AUTOR

  • ISBN:

    9788522495405

  • Edição: 1|2015
  • Editora: Atlas

Pedro Demo

De: R$ 72,00 Por: R$ 57,60
In stock
SKU
4215122
ou em até 2x de R$ 28,80
< >
Aprendizagem é o exercício permanente de Autoria, expectativa que se avivou ainda mais com a web 2.0, ao insistir na geração de conteúdo próprio como signo maior do trabalho individual e coletivo na internet. Entre outros exemplos convincentes, temos a...
  • Formato: Impresso
  • Páginas: 240
  • Publicação: 14/01/2015
  • Capa: Brochura
  • Peso: 0,30 kg
  • Dimensões: 14 X 21

Aprendizagem é o exercício permanente de Autoria, expectativa que se avivou ainda mais com a web 2.0, ao insistir na geração de conteúdo próprio como signo maior do trabalho individual e coletivo na internet. Entre outros exemplos convincentes, temos a Wikipédia, uma enciclopédia digital que enfeixa a produção coletiva, pública e gratuita de um bando de autores. Não substitui outras enciclopédias, mas oferece um dos ambientes mais prolíferos de aprendizagem como autoria, postada sobre a pedagogia da problematização aberta e as novas epistemologias voltadas para um sentido autorrenovador de conhecimento.

 

O mundo das novas tecnologias, a bem da verdade, não inventou novas teorias da aprendizagem, mas as reconfigura constantemente como palcos de autoria individual e coletiva, ressaltando dimensões da motivação intrínseca (nos videogames sérios, por exemplo), da promoção da autonomia do estudante capaz de autodirecionar seu estudo sob orientação docente, da produção de conhecimento próprio como fonte decisiva de oportunidades na sociedade/economia do conhecimento.

 

Autoria é termo de história milenar e atávica, se pensarmos que no primeiro livro da Bíblia, o Gênesis, o ?pecado? aí relatado foi da criatura contra o Criador ? Adão e Eva comeram do fruto da árvore proibida, pretendendo se tornar deuses também. Este confronto passou a ser visto como ícone das propostas de emancipação, em especial em Paulo Freire, que, ao burilar o termo conscientização, indicava que o oprimido só se livra do opressor se souber pensar, retomando a autoria de seu destino. A maior opressão possível é ter o destino preso às mãos dos outros, porque implica esperar do opressor a libertação. Enquanto isso ocorrer, não haverá emancipação. Esta se torna possível se o oprimido, num gesto de crítica autocrítica, descobrir que, se solução houver, depende de sua autoria, acima de tudo. Precisa da ajuda de todos, mas a melhor ajuda será aquela que, de tão bem feita, se anula, ou seja, aquela que transforma o ajudado em autor. Autoria não deve virar modismo. Mas é referência das mais elegantes do que esperamos de um estudante, em especial de um professor.

 

Livro destinado a professores, pesquisadores e estudantes de educação (pedagogia e licenciaturas), bem como a todos os professores universitários que pretendem cuidar da aprendizagem de seus estudantes, não apenas do repasse instrucionista de conteúdos. Serve mormente para rever ambientes escolares e universitários que, ultrapassando

Introdução 1

 

01 APRENDIZAGEM COMO AUTORIA 7

 

1.1 Autoria e autonomia 14
1.2 Autorias virtuais 19

 

02 INSTRUCIONISMO AVASSALADOR 25

 

03 EDUCAR PELA PESQUISA 33

 

04 PESQUISAR e ELABORAR 41

 

4.1 Lado terapêutico da elaboração 43
4.2 Elaborar é escrever 47
4.3 Elaborar é reconstruir 52
4.4 Elaborar é saber pensar 58
4.5 Curso com exercício de autoria 63

 

05 DISCUTINDO CHANCES AUTORAIS 71

06 RELAÇÃO ENTRE ELABORAÇÃO E PENSAMENTO CRÍTICO 79

 

07 RETÓRICA E GÊNERO ACADÊMICO 91

 

08 ELABORAÇÃO FORMAL/INFORMAL, GRAMÁTICA E APRENDIZAGEM 99

 

09 ARGUMENTAÇÃO EM GRUPO E DISCUSSÕES 109

 

10 AVALIAÇÃO POR ENSAIOS 121

 

11 PESQUISA, ELABORAÇÃO E APRENDIZAGEM 129

 

12 EDUCAR PELA PESQUISA, AQUI E AGORA 145

 

13 EDUCAR PELA PESQUISA NA ESCOLA 153

 

13.1 Pedagogia da problematização 159
13.2 Avaliação processual 165

 

14 EDUCAR PELA PESQUISA NA UNIVERSIDADE 179

 

14.1 Formação docente 183
14.2 Ano propedêutico 186
14.3 Problematização 188
14.4 Avaliação processual 189

 

Conclusão 191

 

Referências 195

 


Pedro Demo

 

Pós

 

doutor pela Universty of California at Los Angeles (UCLA) (1999

 

2000)

 

Ph.D. em Sociologia pela Alemanha Ocidental (Defesa de tese em 1971, publicada em alemão em 1973)

 

 

Professor Titular aposentado e Emérito de Sociologia da Universidade de Brasília (UnB)

 

Foi professor da PUC

 

RJ, da UFF, do IUPERJ, entre 1972 e 1974

 

Autor de publicações nas áreas de metodologia científica e de política social (com acentuação em educação)

 

Foi Pesquisador do IPEA (até 1994)

 

Autor de mais de 70 livros