Wolfgang Hoffmann-Riem | Teoria Geral do Direito Digital

1 INTRODUÇÃO A. DIGITALIZAÇÃO ETRANSFORMAÇÃODIGITAL No últimomilênio, houve duas inovações tecnológicas “disruptivas” especialmente sustentáveis. Elas têm levado a profundas convulsões na sociedade. Uma dessas inovações foi a invenção da impressão tipográfica, a outra foi a industrialização. Desde o final do último milênio, estamos em meio a outra convulsão tecnológica, que provavelmente provocará uma mudança social tão séria quanto as duas grandes inovações men- cionadas – ou ainda maiores convulsões. Trata-se da digitalização e, com ela, a transformação digital da economia, da cultura, da política, da comunicação pública e privada, e provavelmente de quase todas as áreas da vida. 1 Palavras-chave para caracterizar o desenvolvimento técnico são, por exemplo, algoritmos, Big Data , inteligência artificial (IA), robótica e blockchain . O termo “digitalização” refere-se inicialmente apenas às tecnologias da informação específicas que processamdados digitais e às infraestrutu- ras ( software e hardware ) criadas para as tecnologias digitais. No entanto, o termo também representa a mudança fundamental nas condições de vida desencadeada pela sua utilização em todo o mundo. Permite a utilização de sistemas ciberfísicos para novos processos de produção 1 Sobre transformação digital, ver Bounfour , Futures (2016); Schwab, Revolution (2016) ; Cole , Transformation (2017); Keese , Silicon (2017); as contribuições em: Stengel/van Looy/Wallaschkowski (ed.), Digitalzeitalter (2017); Pfliegl/Seibt ,Transformation (2017); Mayer-Schönberger/Ramge , Das Digital (2017); Rolf , Weltmacht (2018); Schneider , Big Data-based capitalism (2018); as contribuições em: Kolany-Raiser/Heil/Orwar/Hoeren (ed.), BigData (2018); Zuboff , Überwachungskapitalismus (2018); as contribuições em: Hill/Kugelmann/Martini (ed.), Digitalisierung (2018); de uma perspectiva filosófica: Precht , Jäger (2018); Harari , Homo Deus (2017).

RkJQdWJsaXNoZXIy Mzk4