Busca avançada Busca avançada
  frete FRETE GRÁTIS (via Total Express) nas compras acima de R$ 199,00. (Valor Liquído)                 Parcele em até 8x (parc. mín. de R$ 45)                 SAC: (11) 5080-0751 seg. a sex. das 8h às 18h.
  frete FRETE GRÁTIS (via Total Express) nas compras acima de R$ 199,00. (Valor Liquído)                 Parcele em até 8x (parc. mín. de R$ 45)                 SAC: (11) 5080-0751 seg. a sex. das 8h às 18h.
  frete FRETE GRÁTIS (via Total Express) nas compras acima de R$ 199,00. (Valor Liquído)                 Parcele em até 8x (parc. mín. de R$ 45)                 SAC: (11) 5080-0751 seg. a sex. das 8h às 18h.
  frete FRETE GRÁTIS (via Total Express) nas compras acima de R$ 199,00. (Valor Liquído)                 Parcele em até 8x (parc. mín. de R$ 45)                 SAC: (11) 5080-0751 seg. a sex. das 8h às 18h.
  frete FRETE GRÁTIS (via Total Express) nas compras acima de R$ 199,00. (Valor Liquído)                 Parcele em até 8x (parc. mín. de R$ 45)                 SAC: (11) 5080-0751 seg. a sex. das 8h às 18h.
  frete FRETE GRÁTIS (via Total Express) nas compras acima de R$ 199,00. (Valor Liquído)                 Parcele em até 8x (parc. mín. de R$ 45)                 SAC: (11) 5080-0751 seg. a sex. das 8h às 18h.
  frete FRETE GRÁTIS (via Total Express) nas compras acima de R$ 199,00. (Valor Liquído)                 Parcele em até 8x (parc. mín. de R$ 45)                 SAC: (11) 5080-0751 seg. a sex. das 8h às 18h.

Mediação de Conflitos e Práticas Restaurativas

Autor: CARLOS EDUARDO DE VASCONCELOS

ISBN: 9788530973322
Publicação: 29/11/2016
Edição: 5|2017
Formato: 16 X 23
Páginas: 384
Acabamento da capa: Brochura
Peso: 0,57kg
Selo Editorial: Método
R$96,00

Este é um livro didático e plural. Não foi escrito com ânimo intelectual para intelectuais. O amor que o faz existir tem o nome de cidadania. A cidadania que se constrói pela inclusão social, consoante éticas de tolerância para com o outro cidadão livre e igual, e de responsabilidade, pois todos e cada um somos corresponsáveis pela construção da realidade social e pessoal. 

Como expressa uma obra plural, compõe-se de capítulos eminentemente práticos, simples, diretos, em que são apresentados os seus fundamentos científicos, humanísticos, ecológicos, com vistas à compreensão e à prática dos vários métodos de construção de consensos, com destaque para a mediação de conflitos.

Veremos que, na ambiência dos métodos de construção de consensos, vamos superando os apegos às verdades prévias, únicas e imperativas. Trata-se de uma obra de engenho e arte, a ser observada e praticada por qualquer um de nós em nossos ofícios de estudantes, professores, advogados, membros do Ministério Público, juízes, líderes comunitários, políticos, empresários, prestadores de serviços, terapeutas e empreendedores de organizações sem fins lucrativos; enfim, cidadãos de todos os gêneros, vivências e especializações.

O foco é o florescimento, no Brasil, do poder comunicativo, dialogal, restaurativo, praticado nos âmbitos judiciais e extrajudiciais da mediação de conflitos, dos círculos restaurativos e das negociações baseadas em princípios, em um sistema multiportas de acesso à justiça. Sistema agora acolhido pelo novo Código de Processo Civil e pela Lei de Mediação, em que se estabelece que as soluções consensuais passem a ser prioritárias.

Como já disse Warat, na mediação de conflitos nós qualificamos a sensibilidade e a razão dos sentimentos. 

Procuramos, enfim, demonstrar nesta obra que a busca da compreensão dos pontos de vista/sentimentos do(s) outro(s), pelo método dialogal da construção de consensos, é condição de possibilidade da interpretação e aplicação normativa em sociedade democrática. Não nos deixemos iludir, portanto, com uma justiça baseada apenas em longos discursos racionais e em belas promessas constitucionais.


Acompanhe as nossas publicações, cadastre-se e receba as informações por e-mail (Clique aqui!)

 

Compartilhe:

Sinopse

Detalhes

Este é um livro didático e plural. Não foi escrito com ânimo intelectual para intelectuais. O amor que o faz existir tem o nome de cidadania. A cidadania que se constrói pela inclusão social, consoante éticas de tolerância para com o outro cidadão livre e igual, e de responsabilidade, pois todos e cada um somos corresponsáveis pela construção da realidade social e pessoal. 

Como expressa uma obra plural, compõe-se de capítulos eminentemente práticos, simples, diretos, em que são apresentados os seus fundamentos científicos, humanísticos, ecológicos, com vistas à compreensão e à prática dos vários métodos de construção de consensos, com destaque para a mediação de conflitos.

Veremos que, na ambiência dos métodos de construção de consensos, vamos superando os apegos às verdades prévias, únicas e imperativas. Trata-se de uma obra de engenho e arte, a ser observada e praticada por qualquer um de nós em nossos ofícios de estudantes, professores, advogados, membros do Ministério Público, juízes, líderes comunitários, políticos, empresários, prestadores de serviços, terapeutas e empreendedores de organizações sem fins lucrativos; enfim, cidadãos de todos os gêneros, vivências e especializações.

O foco é o florescimento, no Brasil, do poder comunicativo, dialogal, restaurativo, praticado nos âmbitos judiciais e extrajudiciais da mediação de conflitos, dos círculos restaurativos e das negociações baseadas em princípios, em um sistema multiportas de acesso à justiça. Sistema agora acolhido pelo novo Código de Processo Civil e pela Lei de Mediação, em que se estabelece que as soluções consensuais passem a ser prioritárias.

Como já disse Warat, na mediação de conflitos nós qualificamos a sensibilidade e a razão dos sentimentos. 

Procuramos, enfim, demonstrar nesta obra que a busca da compreensão dos pontos de vista/sentimentos do(s) outro(s), pelo método dialogal da construção de consensos, é condição de possibilidade da interpretação e aplicação normativa em sociedade democrática. Não nos deixemos iludir, portanto, com uma justiça baseada apenas em longos discursos racionais e em belas promessas constitucionais.


Acompanhe as nossas publicações, cadastre-se e receba as informações por e-mail (Clique aqui!)

 

Sumário

Autoria

Carlos Eduardo de Vasconcelos

É mestre em Direito das Relações Sociais pela PUC/SP. Graduado em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco – UNICAP. Diplomado pelas Universidades de Harvard/EUA, da Georgia/EUA e pela FGV. Como advogado, especializou-se, inicialmente, em Direito Tributário. Em suas atuações como mediador e árbitro, foi presidente do CEMAPE (2000/2004), vice-presidente do CONIMA (2001/2007) e gerente de Prevenção e Mediação de Conflitos da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, na qual implantou o Programa de Mediação Comunitária (2005/2006), capacitando, com a Fundação Joaquim Nabuco, mais de 2.000 facilitadores e realizando cerca de 7.200 atendimentos e 719 mediações. Ministrou cursos de negociação e mediação para magistrados no Centro de Formação Jurídica e Judiciária de Moçambique. É diretor de Mediação e outros MASCs do Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem – CONIMA. Presidente da Comissão de Mediação de Outros Métodos de Construção de Consensos do Instituto dos Advogados de Pernambuco – IAP. Membro do Conselho Diretor do IAP, do Conselho Consultivo da Escola Nacional de Mediação e Conciliação do MJ – ENAM e do Conselho Diretor da Câmara de Mediação e Arbitragem da OAB/PE. Filiado ao CBAr. Integra o quadro de mediadores da Câmara de Comércio Brasil-Canadá – CAM/CCBC, da Câmara de Arbitragem Empresarial Brasil – CAMARB e do CEMAPE. Palestrante emérito da Escola Superior da Advocacia/PE. Autor e coautor de várias obras e artigos científicos. Professor de Mediação, Negociação, Arbitragem, Hermenêutica e Argumentação Jurídica em graduações e pós-graduações. Coordenador pedagógico de Mediação e Práticas Restaurativas da FG/UNIGUARARAPES/PE. Integrou a Comissão de Juristas e Especialistas, no âmbito do Ministério da Justiça, que subsidiou a Lei de Mediação no Brasil.


Outras versões disponíveis

Você selecionou o formato Livro Impresso.
Esta publicação também está disponível em:

E-Book

Frete